Na tentativa de compor o efeito do fenômeno sociológico “Olavo de Carvalho”, fui obrigado a separar em diversos artigos os fatos e dados que a realidade me oferece.

Esta é uma lista incompleta é dos detratores mais comuns.

Alguém perguntará por qual motivo é importante listar seus detratores?

A resposta é simples: se alguém é insignificante então não há ninguém interessado em combatê-lo e muito menos motivos para tal, portanto o fato de alguém ser combatido publicamente aumenta a relevância de sua influência na medida exata do eco que o esforço do combate produz.

  1. Paulo Ghiraldelli, “filósofo da cidade de São Paulo”.
  2. Eli Vieira, doutorando (com “n”) em genética.
  3. Janer Cristaldo, ex-repórter da “Folha”.
  4. Paulo Nogueira, jornalista brasileiro, editor do Diário do Cu do Mundo.
  5. Breno Altnman, jornalista brasileiro, elo de ligação entre o PT e as Farc.
  6. Renato Janine Ribeiro, filósofo brasileiro.
  7. Punheteu, poeta brasileiro youtubístico.
  8. Adriano Faccioli, mais (des)conhecido sob o pseudôpnimo de Frank Jaava, formado em “Clinical Psychology” pela “University of Brasília” (sic).
  9. Bertone Souza, professor de História na Universidade Federal de Tocantins.
  10. Anônimo editor da “Página Vermelha”. Fala russo, segundo dizem, com perfeição (v. http://www.youtube.com/watch?v=yQVT6VypUBs&feature=youtu.be, onde aparece vestidinho de soldado soviético. Uma gracinha).
  11. Sebastião Nery, jornalista brasileiro, cujo máximo argumento contra mim consistiu em afirmar em 2003 que ensinar filosofia sem diploma de filósofo é delito de falsidade ideológica (Art. 299 do Código Penal). Desde então nada mais disse nem lhe foi perguntado.
  12. Maestro Bogs, ou Bagos.
  13. Milton Temer, político brasileiro, segundo o qual “do Olavo de Carvalho não se fala”, e que por isso mesmo é o mais silencioso dos meus críticos.
  14. Alexey Magnavita Dodsworth, astrólogo brasileiro e autor de um livro de auto-ajuda. Tem um diploma de filosofia e dizem que é filósofo por isso.
  15. Pirula. Nome de uma alga. Grafia incorreta de “pílula”. Também usado para designar o indivíduo que se tornou famoso por denunciar o erro tremendo de Olavo de Carvalho, segundo o qual a Pepsi-Cola planejava usar “células de fetos” como reforço de adoçante, quando o certo era “células de um feto”.
  16. Denise Coelho, uma senhora importantíssima que não perde tempo discutindo com qualquer um.

Somam-se 16 detratores empenhados ferrenhamente em combater publicamente aquele que ao mesmo tempo afirmam ser insignificante.

Anúncios