No Brasil não se pode dizer “sou de direita” que automaticamente você é taxado de nazista, fascista, misógino, homofóbico, e todo neologismo adjetivista que resumido significa preconceito.

O esquerdista é o indivíduo que se sente moralmente superior, empenhado numa cruzada pela defesa de minorias.

Vamos examinar isso de perto, com critérios racionais e não emocionais.

O que é um preconceito?

Preconceito é a união de “pre” e “conceito”, onde pre significa “antes” e conceito significa conceito mesmo, e o significado final é “conceito formado previamente, sem a devida análise”, um conceito que se forma de forma precipitada.

Por exemplo: “Todo negro é bandido”, é um preconceito, pois não há relação nenhuma entre a cor do indivíduo e a escolha por uma vida de crimes, portanto, dizer esse tipo de coisa é dizer algo sem pensar, é expressar um conceito sem formá-lo adequadamente.

Mas, o que é um conceito?

Um conceito é quando uma ideia encontra correspondência na realidade, como fato, substância. Por exemplo, eu posso ter uma ideia de que um quadrado é uma figura de quatro semi-retas de mesmo tamanho unidas por quatro ângulos retos, e, quando essa ideia é encontrada na realidade, como num desenho de um quadrado em um papel, nesse momento temos um conceito formado; temos tanto a ideia quanto a realidade a que corresponde.

Sem esse tipo de análise, que avalia se a ideia encontra correspondência na realidade, o que se expressa é um erro, não um conceito.

Se alguém diz que existe uma raça de cães com abundantes pelos verdes com focinho dourado e 6 patas, e esse alguém não apresenta junto à ideia uma prova da realidade, ou seja, no mínimo um exemplar da espécie, isto não pode ser chamado de conceito, é apenas uma ideia; mas se por outro lado apresentar tal cão, aí sim será um conceito. Ficou claro? Espero que sim.

Agora a realidade.

Toda vez que um esquerdista defende uma minoria e atribui preconceito à direita, está dizendo algumas coisas com isso:

  1. TODOS os direitistas são preconceituosos.
  2. O preconceito é EXCLUSIVO da direita, jamais da esquerda.
  3. A esquerda é moralmente superior, uma vez que está livre de preconceitos.

Oras, será que TODOS os direitistas são preconceituosos dessa forma, que odeiam minorias de qualquer natureza?

Para começar é impossível comprovar um fenômeno absurdo como afirmado, seria necessário que conhecessem os direitistas TODOS, ou que no mínimo as ideias defendidas pela direita fossem dessa natureza.

Uma vez que é impossível conhecer a todos os direitistas, resta a hipótese de que as ideias da direita sejam de exclusão social.

A direita por sua vez está dividida entre liberais e conservadores.

  • Liberais defendem livre mercado sem bases religiosas, ou seja, o mercado como norte social.
  • Conservadores defendem que as bases civilizacionais sejam conservadas, e no ocidente são 3: religião judaico-cristã, justiça romana e filosofia grega.

Como se pode perceber, em nenhum dos dois casos defende-se qualquer ataque às minorias, muito menos exclusão social.

Esta afirmação de que a direita é preconceituosa não se sustenta, não encontra correspondência na realidade e não é portanto um conceito, neste ponto já é por si só refutada.

Em seguida caímos na questão de que a esquerda sente-se moralmente superior, como livre de preconceitos.

Aqui a coisa fica mais séria, pois a esquerda tem um histórico de morticínio e ditaduras, com assassinato sistemático de homossexuais, negros, e mulheres.

Há um documentário cubano chamado “Conducta Impropria” no qual narra-se a perseguição aos homossexuais em Cuba por Fidel Castro. Neste documentário os homossexuais cubanos foram jogados em campos de concentração (Confira clicando aqui).

O mesmo sucede na Coreia do Norte, onde os homossexuais são sumariamente assassinados, ou jogados também em campos de concentração, dos quais jamais sairão. Sobre a Coreia do Norte recomendo o livro “Fuga do Campo 14”, no qual um garoto que conseguiu escapar do terror comunista explica como é a coisa lá.

Ainda sobre Cuba, o escritor Carlos Moore, que é negro conta a perseguição que os negros sofreram por Fidel Castro, simplesmente por serem negros, vive hoje no Brasil e possui 7 livros escritos sobre a perseguição comunista aos negros.

Eu não quero me alongar aqui, apenas as informações acima que são contemporâneas, são suficientes para provar que a esquerda não só é preconceituosa, como o preconceito esquerdista é sistemático, ou seja, não é possível a existência da esquerda sem o preconceito contra as mesmas minorias que juram defender.

Um outro problema surge aqui.

A esquerda, ao afirmar-se livre de preconceitos que na realidade praticam sistematicamente, e ao atribuir tal comportamento aos adversários da direita, que não se pode comprovar, praticam assim uma projeção de uma ideia que não encontra correspondência na realidade.

Opa! Uma ideia que não encontra correspondência na realidade?! Então não pode ser um conceito… logo trata-se de um conceito formado sem prévia avaliação, ou seja: um PRECONCEITO.

Ou seja, se alguém aqui sofre preconceito de verdade, esse alguém é a DIREITA.

A direita tem que passar a vida provando que não é preconceituosa, enfrentando acusações caluniosas e difamatórias, além de injúrias injustas constantes.

Por exemplo, afirmam que Israel é um país fascista, ao passo que a maior parada gay do mundo acontece ali, acusam EUA de racismo ao mesmo tempo que o país elegeu um presidente negro, e defendem o islã que arremessa homossexuais de cima de prédios e mantém escravos negros na Arábia Saudita ainda hoje.

É nesse ponto sofrimento ser direitista, em tempo integral lidando com afirmações dessa natureza.

Quem é o esquerdista? O esquerdista é um sujeito preconceituoso.

O preconceito esquerdista é sistemático.

Não se trata de um mero engano, ou um ingênuo auto-engano, trata-se de estratégia política; a esquerda SABE que ninguém vai defendê-la se souber o que ela é em seu cerne, logo ela PRECISA mentir para ganhar parcelas da população que nela acreditam.

Sem essas mentiras, a esquerda já estaria extinta há muito tempo: e ela sabe disso.

Resta a nós direitistas, apenas desmascará-los publicamente.

Anúncios